restaurar

Aboio Apaixonado

Luiz Gonzaga

Não me chame boiadeiro Que eu não sou boiadeiro não Eu sou um pobre vaqueiro Boiadeiro é o meu patrão Êêê... ê boi... ê boi.. Vou vender o meu gibão Eu não quero mais vaquejar Vou largar esse sertão Num guento mais pelejar Êêê... ê boi... ê boi... Vou me embora dessa terra Porque você não me quer Vou deixar meu pé de serra Pru móde tu, ô mulé. Êêê... ê boi...ê boi... Faz três dias que eu não como Faz quatro eu num armoço Pelo amor daquela ingrata Quero comer e não posso Êêê... ê boi...ê boi...

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.