restaurar

Obrigado, Seu Vigario

Luiz Gonzaga

Quando o jipe lá em cima apontou No arria do meu sertão A riuma lá em baixo voltou Chegou o padre, vai ter procisão O seu vigário chegou muito alegre Veio de brejo da madre deus Obrigado seu vigário Estão alegres os filhos teus Obrigado seu vigário Estão alegres os filhos teus É de jipe É de jegue Não a transporte que o padre não pegue Como é pobre o pobre do padre No sertão do meu nordeste Sua roupa é toda surrada Algodão é o que ele tem Mesmo assim o padre é feliz Contando as contas de seu breviario Porque o povo que vaga lhe diz Obrigado, seu vigário É de jipe É de jegue Não a transporte que o padre não pegue É de jipe É de jegue Não a transporte que o padre não pegue

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.