Tá Certo

Oswaldo Montenegro

Álbum: Tá Certo

Tá certo eu dispenso e renego o baralho Te compro um vestido e um rádio de pilha Te beijo na boca depois do trabalho Semana que vem levo ao circo sua filha E peço ao patrão um aumento que é justo Na repartição já sou mais do que antigo Na feira que vem não reclamo do custo Podendo não penso e pensando não digo Esqueço meu sonho e não jogo no bicho E em vez do Maraca no fim-de-semana Te ajudo a tirar no quintal todo o lixo E à noite eu te levo num filme bacana E finjo que esqueço o aluguel atrasado E finjo que adoro quem vem me cobrar Pra morar nessa coisa eu devia ser pago E a goteira pingando no lar doce lar Tá certo eu não brigo e não bebo cachaça Te trago, mulher, a TV colorida Antônio Fagundes sem cor não tem graça E só vendo novela tu esqueça essa vida

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres