restaurar

À Beira Do Pantanal

Roberto Carlos

Compositor:Raul Seixas/Cláudio Roberto

Foi lá na beira do Pantanal Seu corpo tão belo enterrei Foi lá que eu matei minha amada Sua voz na lembrança eu guardei "Por que, meu querido Por que, meu amor Cravaste em mim teu punhal? Meu peito tão jovem sangrando assim Por que esse golpe mortal?" Assassinei quem amava Num gesto sagrado de amor O sangue que dela jorrava A sede da terra acalmou E lá onde jaz o seu corpo Cresceu junto com o capim Seus lindos cabelos negros que eu Regava como um jardim A lei dos homens me condenou Perpétua será tua prisão Porque foi eu mesmo quem calou Com aço aquele coração E eu preso aqui nessa cela Deixando minha vida passar Ainda escuto a voz dela No vento que vem perguntar "Por que, meu querido Por que, meu amor Cravaste em mim teu punhal? Meu peito tão jovem sangrando assim Por que esse golpe mortal? Cravaste em mim teu punhal Por que esse golpe mortal?

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

ver mais  

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.