×

Corrigir

Pimenta

Abacaxepa

(Carol Cavesso, Fernando Sheila e Bruna Alimonda)


Teu beijo quente de boa noite faz acalentar
Sigo quase sempre seca
Nessa onda de onde a gente se molha
Tem que ser muito marujo pra navegar aqui
Mão que treme é porque teme e anseia a nova escrita
Sem saber direito por onde começar
A luta cresce proibida, fatigada, inibida
É um passo pra cá e um passo pra lá

Pimenta no dos outros pra se aliviar
Pimenta no dos outros é fácil botar

Me enche
Pimenta

Não tem maré que venha e que não vá pra algum lugar
Na dúvida se vai valer a pena
Prenha de um futuro sem ter com o que sonhar
Faz criança faz infância faz cabeça que não aprofunda

Pimenta no da gente pra tentar calar
Pimenta no da gente não me faz parar

Ah! Como pimenta nunca me fez chorar
No teu extrato corpo me faz dançar
Nas tuas curvas
Dedo, moço, olhar
Sabe-se lá de onde veio esse jeito de...

Pimenta não é pro seu paladar
Pimenta de arder, pimenta de reinar
Pimenta ticken blablabla
Pimenta nos meus olhos me faz questionar
Se todo mundo tem ouvido
Por que só eu tenho que escutar?



Mais tocadas

Ouvir Abacaxepa Ouvir