×

Corrigir

Estádio

Voz, violão
Caneta, papel, canção
Tudo que há no vão
Entre o céu e o chão

Esperar que um dia
Eu pudesse amar alguém
Como nunca amei
Desde a primeira vez

Faz de mim
Metade de o inteiro teu
Que o mundo já percebeu
Que és boa parte do meu eu

Guardei de ti
Palavras que nunca li
Poemas que escrevi
E a sorte de te conhecer

Existir no mesmo momento teu
Poder declamar aos céus
O que ninguém escreveu
Traz a mim o frio que dá te ver
E o brilho do amanhecer
Que ao seu lado se torna meu

Eu queria reescrever
Cada poesia, cada canção
Que um dia de mim brotou
Pra que não houvesse antes de ti
Um outro amor


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Ana Vilela Ouvir