restaurar

Talvez

Carminho

Talvez digas um dia o que me queres, Talvez não queiras afinal dizê-lo, Talvez passes a mão no meu cabelo, Talvez eu pense em ti talvez me esperes. Talvez, sendo isto assim, fosse melhor Falhar-se o nosso encontro por um triz Talvez não me afagasses como eu quis, Talvez não nos soubéssemos de cor. Mas não sei bem, respostas não mas dês. Vivo só de murmúrios repetidos, De enganos de alma e fome dos sentidos, Talvez seja cruel, talvez, talvez. Se nada dás, porém, nada te dou Neste vaivém que sempre nos sustenta, E se a própria saudade nos inventa, Não sei talvez quem és mas sei quem sou. Se nada dás, porém, nada te dou Neste vaivém que sempre nos sustenta, E se a própria saudade nos inventa, Não sei talvez quem és mas sei quem sou.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.