restaurar

Vaga-lume

Fernando Silva

Vaga-Lume, teu lume clareia As noites sem Lua Vem voando, espalhando a clareza Que é só sua Quando cai a noite sem luar O teu lume esta sempre a brilhar Voa bicho, espalhando claridade Por onde Passar Onça parda, tatu, capivara, raposa, tamanduá Juriti, siriema, arara, cotia e sabiá Uns correndo, outros a voar Entre outros a se espreguçar Vem voando, vem vagando, vem clareando vaga-lume vaga Vaga, vaga ooo Vaga, vaga-lume Voa trazendo sua luz neon Pra clarear o negrume Voa clareando Por onde passar Brilha e não para de brilhar (bis) Qual vaga-lume que vagueia sem parada Sigo minha caminhada Procurando por voce Que foi-se embora naquela noite sem lua Hoje sinto a falta sua, não consigo te esquecer Quem sabe a luz de um simples vaga-lume A tua estrada possa clarear E te traga de volta pra minha morada Então por toda madrugada quero te amar...

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.