restaurar

Forró No Malagueta

Forróçacana

Compositor:Zeca Baleiro

No Malagueta quando a coisa fica preta Nego não puxa a peixeira nem submetralhadora Saca um coco, um xaxado e um xote Faz a mira no cangote e começa a brincadeira De lá pra cá a mulherada cai com graça Dança até fazer fumaça num forró de arrepiar O cabra toma uma pinga e se anima De repente tá no clima e começa a xavecar Xaveca aqui, xaveca ali, tome xaveco Pulando feito um marreco, doido pra se arrumar O nego dança, o suor molha a camisa Parece a Torre de Pisa, cai-não-cai pra lá e pra cá Vem arder comigo meu amor, no Malagueta A pimenta é boa, meu amor, não faz careta Vem arder comigo, vamos dançar sem perigo Que hoje eu sou teu amigo, sou o teu rei do baião Vem arder comigo, meu amor, no Malagueta A pimenta é boa, meu amor, não faz careta Vem arder comigo, vamos dançar sem perigo Bater canela, umbigo, cabeça e coração Em Bonsucesso, meu amor, já fiz sucesso Fui cover de Gordurinha numa casa de forró Bati canela, arrastei pé, gastei chinela Evoluí na passarela e também levantei pó Há tempo que eu não como um peba na pimenta Quero ver quem se agüenta nessa vida sem paixão Pra se cantar, dançar, fazer pirueta Vamo lá pro Malagueta bater coxa no salão REFRÃO

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.