×

Corrigir

Eu Sou Negro

Gerson Gogó

Eu sou negro, e bato no peito
Minha alma nunca morrerá
Nem todos vencem na vida
Com certeza lá em cima
Esse dia chegará!

Negro
Um escravo da vida e não pode negar
Não, não, não
O que se sente na pele, não pode explicar
Pega no batente pra vida levar (eu sou)

Negro
Se vence na vida é preciso provar
Vou no canto e na reza dos meus orixás
Sou negro e vou comemorar
Vim da senzala com grilhões vamos brincar

Eu sou negro, e bato no peito
Minha alma nunca morrerá
Nem todos vencem na vida
Com certeza lá em cima
Esse dia chegará!

Chega de racismo!
O que eu quero é viver em união
Se é índio, negro, branco
Todos são irmãos, o importante é sorrir
Eu quero ver a humanidade aprender
Que todos temos direitos e um dever

Só quero viver em paz
Hoje não sou mais o mesmo de quinhentos anos atrás
E o preconceito que há
Causa destruição
Que até hoje predomina está nação

Tá na cara que é pra ver
Tá na boca é pra falar
No rufar dos meus tambores
Vim das trevas festejar

Raça negra é o sangue
É orgulho, é união
Hoje o negro é força
É a paz, é a tradição
É origem do samba
Sou um negro feliz
Eu já disse que sou
E não nego, sinhô, a minha raiz


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Gerson Gogó Ouvir