restaurar

A Cegonha Me Deixou Em Madureira

Gilberto Gil

Madureira, ô, ô madureira, ô, ô Me deixou numa santa casa barulhenta Que tremia toda quando o trem passava Olha o trem Disseram que eu cheguei com dois quilos e meio Com dois quilos e meio O que é que é isso? Um bebê ou um palito Disseram também que eu cheguei sorrindo E cantando Em vez de chegar chorando Acharam estranho A cegonha me deixou em madureira De presente para minha mãe silvia lenheira Madureira, ô, ô Madureira, ô, ô Madureira, terra de bamba e de tradição De casas coloridas e meninas bonitas Do jogo do bicho, do comércio e do mistério Terra de samba da portela e do império Mas de madureira me levaram Para o rio comprido / tijuca Do rio comprido / tijuca Me levaram Para copacabana / zona sul E de lá eu caí no mundo E de lá eu caí no mundo Abençoado por Deus Cantando "mas que nada" Já não me chamam de vagabundo Composição: Augusto de Agosto / Jorge Ben Jor

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.