restaurar

Das Duas, Uma

Gilberto Gil

Das duas, uma Ou será pluma Ou será pedra e pesará Se forem hábeis e sábios e sãos Serão amáveis e tempo terão Pra fazer da vida a dois Dois chumaços de algodão E os frágeis cristais Das aventuras Encontrarão proteção e, quem sabe, quebrarão jamais. Se porventura A vida dura Lhes for madrasta e voraz Sejam capazes, audazes e bons Façam das pazes noturnos bombons E os percalços naturais Farão parte da canção Serão tropeços E recomeços Um a cada vez, cada mês E vocês se acostumarão

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.