restaurar

Letra - Drãfâ£o

Gilberto Gil

Drao o amor da gente a como um grao Uma semente de ilusao Tem que morrer pra germinar plantar nalgum lugar Ressuscitar no chao nossa semeadura Quem podera fazer aquele amor morrer! Nossa caminhadura Dura caminhada pela estrada escura Drao nao pense na separaao Nao despedace o coraao O verdadeiro amor a vao, estende-se, infinito Imenso monolito, nossa arquitetura Quem podera fazer aquele amor morrer! Nossa caminha dura Cama de tatame pela vida afora Drao os meninos sao todos saos Os pecados sao todos meus Deus sabe a minha confissao, nao ha o que perdoar Por isso mesmo a que ha de haver mais compaixao Quem podera fazer aquele amor morrer Se o amor a como um grao! Morrenasce, trigo, vive morre, pao Drao

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.