restaurar

Letra - Febril

Gilberto Gil

Álbum: Febril

Compositor:Gilberto Gil

Veio gente me pedir uma esmola Veio gente reclamar uma escola Veio gente me aplaudir Veio gente vaiar Veio gente dormir nas cadeiras Veio gente admirar meu talento Veio gente adivinhar meu tormento Veio gente me xingar Veio gente me amar Veio gente disposta a se matar por mim E eu cantava aquela música, aquela música Alucinação Como se eu fosse um punhado de gente E aquela gente ali, não Como se o salão repleto fosse um deserto E eu fosse mil Mil troncos de árvores velhas Árvores velhas de pau-brasil Tanta gente, e estava tudo vazio Tanta gente, e o meu cantar tão sozinho Todo mundo, mundo meu Meu inferno, meu céu Meu vizinho

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.