restaurar

Letra - Lar Hospitalar lyrics

Gilberto Gil

Eu que empunho armas feitas de poesia e som Eu que testemunho dramas da canção fugaz Eu que experimento o quanto a fantasia é bom Alimento para a paz E eu mesmo agora, tenho que lhe ouvir gritar Aos berros que a vida é pura maldição Que o mundo é feito só para os eleitos Que houve sempre fraude na tal da eleição Portanto, só queimando tudo Só matando meio mundo Só pondo a outra metade no poder Você no comando, sempre vigiando Pra ninguém se corromper Finda a banda podre, linda a banda nobre Sobe a velha rampa e altiva vem reinar Com imunidades contra o vírus da maldade, Com certeza, com pureza, com limpeza Hospitalar, hospitalar, no seu lar hospitalar Lar, hospitalar Eu que moror onde o pecado mora ao lado E me visita sempre no verão Eu que já fui preso por porte de baseado É basedo nisso que eu lhe digo não, não, não Não vou fazer seu coro, seu sermão A não ser que você possa instalar O chip da ignorância em minha cuca A não ser que você consiga me reprogramar Reprogramar, me reprogramar, reprogramar

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.