restaurar

Minha Princesa

Gilberto Gil

Minha Princesa quanta beleza coube a ti Minha Princesa quanta tristeza coube a mim Na profundeza, o amor cavou, o amor furou fundo do chão, no coração, no meu sertão, no meu torrão Natal, meu berço natural, meu ponto cardeal, meu açúcar, meu sal Nossos destinos, desde meninos dão-se as mãos Nossos destinos, de pequeninos eram grãos E os desatinos, também tivemos que vive-los bem juntinhos e os caminhos nos trouxeram para este lugar, aqui vamos ficar amar, viver, lutar, até tudo acabar.

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.