restaurar

Letra - Crime Perfeito

João Neto e Frederico

Não adiantou trancar a minha porta, entrou pela janela E me fez prisioneiro das vontades dela Fiquei de mãos atadas não pude impedir Depois saiu levando o que tinha mais valor E nessa correria esqueceu do amor, da saudade Me pegou desprevenido eu nunca suspeitaria Meu mundo desabando inteiro em menos de um dia Teu cheiro pelo ar, teus atos pelo chão E eu fui outra vitima da sua ingratidão Eu fui esse refém desse crime perfeito Levou o que era meu você não tem direito De me amar e fugir agora Eu vou reconstruir tudo feito um bobo Mesmo sabendo que vai me roubar de novo Só assim eu te vejo outra vez

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.