×

Corrigir

Morrer de Viver

Ludmilla

E foi como eu sonhava
Ele deitava na minha cama
A gente deu uma solução, pra ter mais prazer

Envolvido
Não quer saber da minha vida
Comentou pra uns amigos que foi me querer

Conseguiu
Invadiu minha razão
Deixou lá fora uma paixão que há tempos construí
Tá perdido
Não quer achar uma saída
Fazer cara de nem liga
E beija meu quadril

Quer sacanagem, morrer de viver
Relaxa na maldade
Faz o que tiver de fazer
Comigo...
Quer sacanagem, morrer de viver
Relaxa na maldade
Faz o que tiver de fazer
Mas faça

E foi como eu sonhava
Eu não lembrava
E pega o carretel
Poe na mesa o meu anel
Tira o salto, desliga o cel
De unha pintada
Toda maquiada
Nem prendo o cabelo
Já vou acelerada

Cê me pega com os olhos
A mão e o corpo nu
Sussurrando entre os dentes
Tá tão gostoso, uh
O quatro treme
Ele geme
Mão na boca
Respira
Louco
Êxtase carnal, ele quer tudo de novo

Quanto mais tempo tem, mais ele quer
Se torna um colchão
Satisfação dessa mulher
Se desmancha na minha cama
E assim a gente trama o dia, a hora e o local
Pra ele voltar essa semana

Quer sacanagem, morrer de viver
Relaxa na maldade
Faz o que tiver de fazer comigo
Ele quer sacanagem, morrer de viver
Relaxa na maldade
Faz o que tiver de fazer
Mas faça

Ele quer sacanagem
Eu não lembrava
E pega o carretel
Morrer de viver
Poe na mesa o meu anel
Tira o salto, desliga o cel
Relaxa na maldade
Faz o que tiver de fazer comigo
Quer sacanagem
Ele deitava na minha cama
A gente deu uma solução, pra ter mais prazer
Relaxa na maldade
Faz o que tiver de fazer comigo
Ele quer sacanagem



Mais tocadas

Ouvir Ludmilla Ouvir