restaurar

Nasci na praia do vizinho 86, Vai fazer um mês, Vai fazer um mês, A minha tia me emprestou cinco mil réis, Pra comprar pastéis, Pra comprar pastéis, É futurismo, menina, É futurismo, menina, Pois não é marcha, Nem aqui nem lá na China. Depois mudei-me para a Praia do Cajú, Para descansar, Para descansar, No cemitério toda gente p'ra viver, Tem que falecer, Tem que falecer. Seu Dromedário é um poéta de juízo, É uma coisa louca, É uma coisa louca, Pois só faz versos quando a lua vem saindo, Lá do céu da boca, Lá do céu da boca....

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.