×
Corrigir

Boulevard Das Ilusões

Marcos Smith

A chuva que cai fina
Aquece minha alma
Que caminha por essa boulevard das ilusões...

Eu não consigo ler nos corações a amargura
Dos poetas vencidos
Vagabundos perdidos
Caminhando bêbados ou drogados
Pelos cabarés decadentes da vida...
Vida...

Já não me importa mais essa zona social
Já não me importa mais o tal do urbano caos
Nem o interesse de suas classes insignificantes
Ou quem tem dinheiro ou não pra dar...

Pois no boulevard das ilusões
O quê não faltam são corações partidos
Dormindo nas sarjetas imundas dos cabarés...






Mais tocadas

Ouvir Marcos Smith Ouvir