restaurar

El Cosechero

Mercedes Sosa

Álbum: El Cosechero

El viejo rio que va Cruzando el atardecer Como un gran camalotal Lleva la balsa en su loco vaiven Rumbo a la cosecha cosechero yo sere Y entre copos blancos mi esperanza cantare Con manos curtidas dejare en el algodon Mi corazon. La tierra del chaco quebrachera y montaraz Prendera en mi sangre con un ronco sapucay Y sera en el surco mi sombrero bajo el sol Faro de luz Algodon que se va ... que se va ... que se va ... Plata blanda mojada de luna y de sol Un ranchito borracho de sueños y amor Quiero yo De corrientes vengo yo Barranquera ya se ve Y en la costa un acordeon Gimiendo va su lento chamame Rumbo a la cosecha cosechero yo me ire Y entre copos blancos mi esperanza cantare Con manos curtidas dejare en el algodon Mi corazon

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.