restaurar

Cilada

Molejo

Álbum: Cilada

Quase morri do coração Quando ela me convidou Pra conhecer o seu ap Me amarrei, demorou Ela me usou o tempo inteiro Com seu jeitinho sedutor Eu fiz serviço de pedreiro, De bombeiro, encanador Inocente, apaixonado Eu tava crente crente Que ia viver uma história de amor Que cilada, desilusão Ela me machucou Ela abusou do meu coração Não era amor, ôh, ôh Não era Não era amor, era Cilada Não era amor, ôh, ôh Não era Não era amor, era Cilada cilada cilada cilada Cilada cilada cilada cilada Quase morrendo de cansaço Pálido e me sentindo mal Me trouxe um wisky bem gelado Me fez um brinde sensual Aquele clima envolvente Acelerou meu coração Chegou um gigante de repente grintando sujou, te peguei ricardão

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.