restaurar

Deusa do Olimpo

Pedrosa

E o teu cheiro ele me acalenta
E o que faço ser isso é o que me aparenta
Veio do Olimpo, deusa da beleza
Olho cor da floresta, cê é mãe natureza
Tão natural quanto a luz do dia

E até com verso do Chorão, verso que representa
E a paixão que agora me atenta
E a boca tão doce, meu coração não aguenta
E o escuro da sala é o melhor

E até na escuridão, tu brilha até demais
Toda paz e carinho que tu trás
Ele é temporário mas é o que toca mais
Já sinto falta daquele sofá

Que eu esqueci onde eu tava
E focava no olhar
Percebia tua face e começava a apaixonar
Que um conforto me trazia e era de se esperar

E o que aconteceu?
Eu não sei não
Talvez minha paixão, devolve meu coração

E o que aconteceu?
Eu não sei não
Talvez minha paixão, devolve meu coração

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.