×
Espanhol Corrigir

Palavra Escrita

Renata Arruda

Semeadura rocha fina e solta
Qualquer palavra serve pra rimar
Se rimo amor com a cor da tua fita
O que me importa é que ainda sei cantar

Ai, ai, ai
Palavra escrita quando nasce dói demais
Ai, ai, ai,
Me diga moça de onde é que ela sai?

Pedi a moça do balcão, a rita
Que lesse a carta e não o mensageiro
E dos seus olhos escorreram tinta
Real lavável, pena de tinteiro

Ai, ai, ai
Palavra escrita quando nasce dói demais
Ai, ai, ai
Me diga moça de onde é que ela sai?

É só compasso, é tudo palma aflita
No movimento da respiração
Se me comovo se você me evita
O que só prova que ainda há paixão
Melhor seria se a palavra escrita
Fosse todiinha feita de vogal
Que consoante é coisa que me irrita
O que me prova que te leio mal
Ai, ai, ai...


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Renata Arruda Ouvir