restaurar

Salgueiro - Samba-enredo 1994

Samba-Enredo

RIO DE LÁ PRA CÁ

Meu Rio que é um rio de alegria
Transborda de felicidade (e vem mostrar)
Vem mostrar as tradições
O jeitinho dessa gente e da coroa real
Sua beleza, seus festejos e encantos
Germinou nos quatro cantos
Sementes de amor
De lá pra cá o Rio se glorificou
Virou mar de poesia
Bate forte coração
Sou carioca, salgueirense, sou povão
Rio, cidade maravilhosa
Já cantado em verso e prosa
Cartão postal do meu Brasil
Rio, da mulata e do pagode
Futebol e samba forte
Como explode coração (tá na boca do povão)
Num abraço de envolver
Rio, és razão do meu viver
Balança, ô, balança
Chegou a hora do Salgueiro sacudir
Deixar esta cidade louca
Com água na boca na Sapucaí

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.