restaurar

Letra - Chega de Sujeira

Tião Carreiro e Pardinho

Na beira de um grande abismo eu vejo o mundo pendendo Sei que vai quebrar o nariz quem errado está vivendo Na unha de quem não presta tem gente, boa sofrendo Tem homem de duas caras sem palavra se vendendo Chega de tanta sujeira eu vou começar varrendo Nos quatro cantos do mundo o respeito está morrendo Sei que tem homem casado do juramento esquecendo Atrás de mocinhas novas e ouro que vai correndo Esposa de quem não presta osso duro está roendo Chega de tanta sujeira eu vou começar varrendo Pra não casar na justiça tem malandro se escondendo Casamento e muito pouco filharada está nascendo Pra criar filho sem pai tem avô que está gemendo Também a custa do sogro tem genro que está vivendo Chega de tanta sujeira eu vou começar varrendo Igualzinho cão e gato pai e filho se mordendo Quando o pai vai dar conselho só coice vai recebendo Do jeito que o diabo gosta tudo vai acontecendo Os velhos fora de casa tem muitos filhos querendo Chega de tanta sujeira eu vou começar varrendo A moral está tão baixa lá do alto Deus tá vendo Que a falta de respeito dia a dia vai crescendo Palavrão que arrepia vejo crianças dizendo Vou por o mundo no eixo nem que morra combatendo Chega de tanta sujeira eu vou começar varrendo

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.