×

Biografia de Tribalistas

Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte cruzaram inúmeras vezes suas vidas profissionais em composições, gravações, produções de discos e shows. A crítica musical já havia apontado o trio, separadamente, como nomes de ponta na renovação do cenário MPB. Também não chega a ser novidade a amizade e a colaboração artística entre a trinca, mas nada disso diminuiu a expectativa criada em torno do projeto Tribalistas, lançado pela gravadora EMI. A dobradinha de CD e DVD foi concebida, composta e produzida em conjunto por Marisa, Brown e Arnaldo. O pacote aterrissou de forma grandiosa na mídia no final de 2002, com ampla divulgação pela imprensa, a inauguração de um site oficial dedicado ao disco (www.tribalistas.com.br) e a exibição de um making of do disco na Rede Globo. O trio ficou trancafiado em um estúdio carioca, produzindo um álbum a seis mãos. O disco foi feito com dois dias de ensaio e treze dias de gravação. Bossa ("Pecado é lhe Deixar de Molho"), sonoridades sutilmente eletrônicas ("Lá de Longe"), valsa ("Carnalismo"), romântica ("Velha Infância") e pop rock ("Já Sei Namorar") estão entre as tonalidades sonoras pintadas pelo trio. O resultado foi um disco quase acústico, de arranjos econômicos, percussões esparsas e ênfase em pianos e violões. Toda a instrumentação ficou a cargo do trio, com a colaboração de Cezar Mendes e Dadi. A produção sobrou para Alê Moraes. Tudo foi registrado por câmeras digitais, que forneceram as imagens para o DVD. Este projeto, que não prevê apresentações ao vivo, traz ao público o registro de momentos da intimidade desta parceria de sucesso. Em 2003, os Tribalistas ganharam o reconhecimento internacional concorrendo e vencendo na categoria Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro do Grammy Latino.