×

Corrigir

Pianista da Rua 6

Tribo da Periferia

Leve chuva passageira
Tudo que Deus não me deu
Traga o Sol e um bom lugar

Lá onde o Sol nascia
Onde a pipa estancava
Portão de madeira na segunda casa
Lazer sem piscina
House improvisada
Crescia o moleque no Sol da quebrada
Que acreditou no que era medo
Matou a inveja e seus segredos
Percebeu o gênio do espelho que realiza os seus desejos

Atitude e fé, fé, fé
E vem fazendo história na subida da favela
Pulou da M7 foi pra uma Porsche amarela
De dentro do barraco observava da janela
E viu, que a vida mais cara nem sempre é a mais bela e foi

Partiu prosperidade
É que o cone só roda nos de verdade
Porra! Quem não tava lá com nós no breu
Se pá nem sofreu
Nem viu o dia que a favela venceu
O dia em que a favela venceu!
O dia em que a favela venceu!

Sabe quando a favela vence
Cê nem imagina
Mas é quando cê absorve o que a dor ensina
É quando as lágrimas dos olhos se torna vacina
Se a vida te põe obstáculo cê passa por cima

Mas já passaram as dores
Ficaram as cicatrizes
A primavera as cores
Amores são pilares
Entendo se não der Importante é que tentou
Não perca a sua fé
É o que te faz um vencedor

Prosperar é uma palavra que cê já ouviu
Mas foda mesmo é o que ela fez com quem não desistiu
Do desacreditado que o sistema destruiu
Fica de exemplo como favela que conseguiu
Como favela que conseguiu

Leve chuva passageira
Tudo que Deus não me deu
Traga o Sol e um bom lugar
Pra comemorar o dia que a favela venceu
O dia em que a favela venceu!
O dia em que a favela venceu!


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Tribo da Periferia Ouvir