restaurar

Tropeço

Velho Scotch

Tropecei a língua entre os dentes pra falar não
E então pensei eis o ato que me rola da cama pro caixão
E antes de sair-me um sorriso gasto pra dizer sim
Preferi calar-te no ato
Antes que a tua boca ecoasse o meu fim

E eu ri na tua cara
Ao me dar de copo cheio pra me dar de mão
Só pra depois me ver
De dose em dose em dose engolir
Duplica esse embate
Embaso na garganta
Só pra depois te vomitar

Senti que o teu amor inimigo
Transforma o doce lar em prisão
Demuda o chão as cortinas os vícios
Fim de caso não quero mais

Tropecei por entre cacos
E dos cortes sangraram afeições
Tropeço e passo em sua forma de cascos
Dizia o rótulo veneno ilusão

Você calou tentou criar
Emergir o inverso da tua face limpa e mascarada
Aspirante artista
Calcularam tuas cicatrizes de mentiras

E eu ri na tua cara
Ao me dar de copo cheio pra me dar de mão
Só pra depois me ver
De dose em dose em dose engolir
Duplica esse embate
Embaso na garganta
Só pra depois te vomitar

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.