restaurar

Vapor

Victor Mus

Como faz pra não gostar mais
Tão depressa assim
Ficar tudo bem eu sei que vai
Já morri demais
Pra morrer de novo aqui

Me ensina a ignorar o efeito desse amor
De todas as toxinas que causam ardor
E esse suor na mão, a hipertensão
Que é só ver tua foto e o coração
Vira vapor

Tu é toda cinematográfica
E eu tão teatral
Tua vida toda acrobática
E eu aqui tão trivial
Todo sumiço é uma dádiva
Se um não quer estar

E quem sou eu?
E quem sou eu pra julgar?
E quem sou eu?
Que bom poder sentir saudade

O fim às vezes não é final
É pausa, um break, um tempo, um recomeço
Antes de chorar a tristeza
Sempre me pergunto
Será que eu mereço?

Será, vai lá, vai lá
Eu sei que tu gosta de ver
O que o mundo tem pra olhar
Tem gente que vem a turismo
Tem gente que vem pra morar

E quem sou eu?
E quem sou eu pra julgar?

Me ensina a ignorar o efeito desse amor
De todas as toxinas que causam ardor
E esse suor na mão, a hipertensão
Que é só ver tua foto e o coração
Vira vapor
Vira vapor

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.