Salgueiro - Samba-enredo 1991

Samba-Enredo

Salgueiro - Samba-Enredo 1991 Sereno, Luiz Fernando e Diogo ME MASSO SE NÃO PASSO PELA RUA DO OUVIDOR Eu vou Vou daqui pra lá E de lá pra cá Vou sorrindo Essa Rua do Ouvidor Virou caso de amor Do meu Rio A moda do francês Ganhou freguês Na fidalguia Jornais Contavam fatos e boatos do lugar Para alegria popular Rua do Ouvidor Agora entendo seu papel Desviou do mar E virou torre de babel Romances divinais Os carnavais E a poesia Ficou, Da carne seca à Notre Dame de Paris, A nostalgia Do Rio que era mais feliz E hoje, eu sei, Da velha rua que não me esqueci Meu Salgueiro faz Enredo na Sapucaí Da Primeiro de Março Falta um passo Pra Ouvidor E no samba faltava Esse traço de amor

* A letra está errada? Por favor, envie a correção

* Essa letra é repetida ou pertence a outro artista? nos informe