restaurar

Zumbi

B. Ice

Já é madrugada, to acordado, tentando entender o quê! “CE”! Ta drogado.
Loko delirante, zumbi de Red Bú, maconha na cabeça, cheio de zum, zum, zum...

E anda vendo monstros, doido você é ET? Que veio lá de Marte só pra me se fudê!

O caminho da derrota vaga na penitência, a cadeia não é rosa, mas também tem essência.
Então se liga, aprender o quê! Por que chorar? Espírito da noite, sombra do Luar.

Parece vampiro, alma desatenta, vagando nas trevas negras e violentas.
Toma coca cola e Wiske quem já viu, mistura cocaína até ficar a mil...

Pra mim você já é, não sei o que dizer, acho que meio doido ou é doido pra valer.
Mas a fita é essa, eu sei, eu to ligado, Deus deu o livre arbítrio, então quem ta errado?

E quem pode julgar, é tudo tão comum, se pá até no senado sempre tem algum.
Por isso é bom olhar no mundo ao seu redor, que santo foi Jesus, o resto tenha dó.
A minha ironia um tanto violenta, mas não é fantasia, nem chega a ser sangrenta.
À base da verdade, preciso pensar, porque viver assim, o que esperar.
Se a vida é uma batalha que se vence a cada dia, desistir é um caminho que eu não quero trilhar.
Nasci guerreiro, um profeta, a estrela que me guia é uma luz no horizonte que me faz acordar.
Escuto vozes do além, em minha cabeça, somente uma meta, vencer, não se entregar.
Não vivo de vaidades, não sonho como antes, quero a realidade, ainda que eu me canse.
Mas não vou desistir, nem vou fraquejar.
Pois dentro do meu mundo, o vencedor sou eu, vivendo de batalhas, e não como um blebeu.
Que a noite é uma criança, mas não tem inocência, têm loucos, delirantes, zumbis de penitências.
Que vagam sem ter rumo, sem ter uma missão, mas doido eu assumo, também já fui ladrão.
E nessa vida louca, a gente até tenta, mas não tem resultados, além de mil sentenças.
Cadeia não é lucro, nem é arte ladrão, também não dá diploma, é só solidão.
Um monstro de mil grades fuzila a tua mente, é treta toda ora, revolta é só o que sente.
E o sistema loko, não sente compaixão, te ferra numa boa e te joga num caixão.
E só quem vai chorar em prantos e lamentos, apenas tua mãe, que fica no tormento.
Então pense direito, não viva de passados, conquiste teu respeito e seja admirado.
Que quando olhar pra trás vai ver o que mudou, teus filhos de presente, te abraçando com amor.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.