restaurar

Letra - a Voz Do Dono E O Dono Da Voz

Chico Buarque

Álbum: A Voz Do Dono E O Dono Da Voz

Compositor:Chico Buarque

Até quem sabe a voz do dono Gostava do dono da voz Casal igual a nós, de entrega e de abandono De guerra e paz, contras e prós Fizeram bodas de acetato - de fato Assim como os nossos avós O dono prensa a voz, a voz resulta um prato Que gira para todos nós O dono andava com outras doses A voz era de um dono só Deus deu ao dono os dentes, Deus deu ao dono as nozes Às vozes só deu seu dó Porém a voz ficou cansada após Cem anos fazendo a santa Sonhou se desatar de tantos nós Nas cordas de outra garganta A louca escorregava nos lencóis Chegou a sonhar amantes E, rouca, regalar os seus bemóis Em troca de alguns brilhantes Enfim, a voz firmou contrato E foi morar com novo algoz Queria-se pensar, queria ser um prato Girar e se esquecer, veloz Foi revelada na assembléia - atéia Aquela situação atroz A voz foi infiel trocando de traquéia E o dono foi perdendo a voz E o dono foi perdendo a linha - que tinha E foi pedendo a luz e além E disse: Minha voz, se vós não sereis minha Vós não sereis de mais ninguém (O que é bom para o dono é bom para a voz)

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.