×

Curiosidades sobre Eric Clapton

Enviar curiosidade >
  • Eric Clapton garante que ainda não pensa em aposentadoria. "Eu me aposento ao final de toda turnê. Quando estou na estrada, eu aperto os dentes, suporto hoteis, tenho insônia e estômago sensível", disse o músico à Rolling Stone. "Mas quando estou em casa, a estrada surge como uma ideia mágica novamente", acrescentou.
  • Clapton estava em um show com Stevie Ray Vaughan, Robert Cray, Buddy Guy e Jimmie Vaughan. Após o show, Clapton iria voltar para casa de helicóptero, assim como todos os outros músicos. Ele viu que estava nublado e pensou que algo ruim poderia acontecer, mas não disse nada para não causar pânico. Stevie Ray Vaughan achou um lugar vago em um dos vários helicópteros destinados a levá-los e resolveu ir junto. No dia seguinte, Eric recebeu a notícia de um dos helicópteros, o de Stevie, havia virado para o lado errado e ido de encontro com uma pista artificial de ski. Não havia sobreviventes.
  • Eric Clapton foi creditado no álbum Brothers in Arms do Dire Straits só porque emprestou a Mark Knopfler uma de suas guitarras. Clapton foi proibido de dirigir na França e teve sua carta de motorista cassada no Reino Unido depois de ser pego dirigindo um Porsche 911 em uma rodovia francesa em outubro de 2004.
  • Episódio-chave na história dos Beatles, a saída de George Harrison em janeiro de 1969 foi mantida em segredo. Naquela tarde, Yoko Ono assumiu os vocais. A atmosfera ficou cinza. A banda se preparava para o que seria seu último show, mas agora estava incompleta. A solução? “Vamos colocar o Eric”, bradou o impulsivo John Lennon. Clapton mantinha amizade com toda a banda - mas principalmente com o próprio George, e aquilo seria no mínimo desconfortável...
  • Clapton estava em um show com Stevie Ray Vaughan, Robert Cray, Buddy Guy e Jimmie Vaughan. Após o show, Clapton iria voltar para casa de helicóptero. Ele viu que estava nublado e pensou que algo ruim poderia acontecer, mas não disse nada para não causar pânico. Stevie Ray Vaughan achou um lugar vago em um dos helicópteros e resolveu ir junto. No dia seguinte, Eric recebeu a notícia de que o helicóptero de Stevie havia virado para o lado errado e ido de encontro com uma pista artificial de ski. Não havia sobreviventes.
  • Seu primeiro emprego foi como carteiro e, aos 13 anos de idade, ganhou seu primeiro violão. Apesar da dificuldade inicial de aprender a tocar o instrumento, quase desistindo, acabou se esforçando para tocar os primeiros acordes influenciado por canções antigas de blues, que tentava reproduzir. Em pouco tempo, já dedicava horas diárias ao aprendizado, e foi conseguindo dominar o instrumento.
  • O astro é um dos donos da loja londrina Cordings, fornecedora de suprimentos de caça e pesca, e admite que freqüentemente ele sai para viagens para caçar animais. E Clapton insiste que aprendeu muito com seu passatempo preferido. Ele diz: "Eu não sou assim tão gregário. E atirar com um grupo de pessoas no interior me ensinou muito sobre como lidar com meus companheiros humanos".
  • Eric Clapton foi creditado no álbum Brothers in Arms do Dire Straits só porque emprestou a Mark Knopfler uma de suas guitarras.
  • Em 1988 Clapton foi honrado pela fábrica de guitarras Fender com a introdução de uma Stratocaster feita sob medida para ele, juntamente com Yngwie Malmsteen. Aquelas foram as primeiras guitarras modeladas para artistas na famosa série “Signature” da Stratocaster, que desde então incluiu modelos para Jeff Beck, Buddy Guy e Stevie Ray Vaughan, entre outros.
  • Clapton nasceu em Ripley, na Inglaterra, Sua mãe era solteira e com 16 anos de idade. Foi criado pela sua avó e pelo marido desta, acreditando que eles eram seus pais e que sua mãe era sua irmã mais velha. Descobriu a verdade aos 9 anos de idade, e essa revelação foi um momento muito marcante na sua vida. Depois disso, ele deixou de se aplicar na escola e se tornou um garoto calado, tímido, solitário e distante de sua família.
  • Em 1987, Eric Clapton convidou Tina Turner para gravar a música Tearing Us Apart, não rendeu muito sucesso. Porém é considerado uma grande música e rendeu duas performances ao vivo, uma na Inglaterra e uma no Prince Trust Concert, onde ainda tinha a participação de Phil Collins, Elton John e Mark Knopfler .
  • A música "Tears in Heaven" escrita por ele e Will Jennings foi dedicada ao seu filho (Corin Clapton) que morreu caindo do 53º andar de um prédio de Novo Iorque. Corin tinha apenas 4 anos quando está tragédia aconteceu.Esta música foi a mais pessoal música escrita por ele e, para a sua surpresa, virou um dos seus mais famosos hits.
  • Eric Clapton aprecia excursões para caçadas, pois ele considera que assim se aproxima de pessoas que pensam como ele.
  • Em 1976 Clapton foi o centro de polêmicas acusações de racismo, ao protestar contra a imigração crescente durante um show em Birmingham. Clapton disse que a Inglaterra estava “se tornando superpopulada” e implorou para que a platéia votasse em Enoch Powell para impedir que a Grã-Bretanha virasse uma “colônia negra”. Seus comentários motivariam diretamente a criação do evento Rock Against Racism. Apesar do impacto negativo em sua carreira e reputação, Clapton sempre se recusou a diminuir o episódio e negou que havia alguma contradição entre seu ponto de vista político e sua carreira baseada essencialmente num formato musical criado pelos negros.
  • O final dos anos 70 viu um Clapton com dificuldades de se acertar com a música popular, causando uma recaída no alcoolismo que o levou a ser hospitalizado e depois internado para um período de convalescência em Antígua, onde ele mais tarde apoiaria a criação de um centro de reabilitação.
  • O músico recentemente limpou seu gabinete de armas, vendendo 13 peças feitas sob encomenda em um leilão na Grã-Bretanha, onde arrecadou quase seiscentos mil dólares. Ele diz que teve que se livrar de suas armas, pois ficara "viciado" em colecioná-las. "É seguir o mesmo padrão das coisas de quando eu colecionava guitarras - eu fico obcecado e depois tomado e finalmente diminuo a coleção".

Mais tocadas

Ouvir Eric Clapton Ouvir