restaurar

A Doce Canção De Caetana

Fagner E Zeca Baleiro

Canta que canta a vida
Luta a morte vivida
Espaço, mente e corpo
No tempo perdido em esforço
Ao sentir que nada enfim valeu
Chora, Caetana, a luta em lutar a luta mal traçada
E acaba encimada nas estrelas, nos lençois da madrugada
Chora, Caetana ... Ana, sacana
Chora, Caetana
O brilho das estrelas nos lençois

Mulher que me fez vibrar o ritmo do universo
Em suas entranhas
Chora, Caetana, a canção dos tristes
Apesar das lutas incessantes
A mulher homem bacante
Passa a velejar a vela do destino
Explorando no seu desatino
O gozo das ninfetas lavadeiras em suas cantilenas matinais

Chora, Caetana ... Ana, sacana
Canta, Caetana
O brilho das estrelas nos lençois
Ao sentir que nada enfim valeu


Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.