restaurar

A Sombra De Um Vulcão

Fagner E Zeca Baleiro

Nunca houve uma mulher como você
Em milhões de anos luz de solidão

Minhas noites novamente são azuis

Minhas tardes são douradas de verão

Você é o meu paraíso
A pessoa que eu tanto preciso

Com loucura e paixão

E rezo com o teu olhar

Eu gozo com a tua voz

Esse amor arrebenta com tudo
Parece até que o mundo

Não sobrevive sem nós

Nunca ouve uma mulher como você

Entre tantas que já tive em minhas mãos

Eu preciso acreditar que sou feliz

Mas persigo os teus mistérios como um cão

E tudo parece tão claro
E tudo parece perfeito

Mas quando acordo e me vejo

O espelho diz que não

Quem sonha contigo molha a cama

Quem te ama dorme à sombra de um vulcão

Quem sonha contigo molha a cama

Quem te ama dorme à sombra de um vulcão
Parece até que o mundo

Não sobrevive sem nós

Nunca ouve uma mulher como você

Entre tantas que já tive em minhas mãos

Eu preciso acreditar que sou feliz

Mas persigo os teus mistérios como um cão

E tudo parece tão claro

E tudo parece perfeito

Mas quando acordo e me vejo

O espelho diz que não

Quem sonha contigo molha a cama

Quem te ama dorme à sombra de um vulcão

Quem sonha contigo molha a cama

Quem te ama dorme à sombra de um vulcão

Quem sonha contigo molha a cama



Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.