×

Corrigir

Serapião

Gon

Ei, você não para de andar, girar, rodar
É o que você faz bem. Sorriso no olhar de quem já viveu
Mas não para de vivenciar o novo, mesmo parado no lugar

Um nome deve ter para alguém tão singular
Plural de coração, distribuía o verdadeiro pão da fome de ser grande
Nunca abriu mão de conquistar o próprio caminho, sua ambição

No começo foi complicado, sair da roça, seu quarto
Foi difícil, mas nada te seguraria
Se despedir nunca é fácil, mas o mundo esperava de fato
Então você girou, nada te controlaria

Rodou com a sola do próprio sapato
Para o destino disse não! Será Pião!


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Gon Ouvir