restaurar

A tarde rompe em luz mansa e serena Vida buena.. Buena vida.. O mate amarga mais esta partida Mal a vida Desmedida.. Saudade é rio que corre das retinas Nublando o olhar de quem se vai Pedindo ao tempo que não se atrase E a volta o mês que vem me traga a paz A paz que tem nos braços do abraço Na luz que vem da flor do teu olhar Num beijo de acender a madrugada Pra um sonho que haveremos de sonhar O teu rancho, o meu refúgio.. Vida buena.. Nestes mates madrugueiros Buena vida Desmedida Vida buena Buena vida Desmedida Vida buena Buena vida... Se vivo dia a dia é só por ti Tu és meu limite de visão Num verbo conjugado no presente Amar, falar com a voz no coração Sonhei com teu olhar beirando o rio E um frio me acordou na solidão E vi o teu lugar calmo e vazio Amar, chorar a dor do coraçao O teu rancho, o meu refúgio.. Vida buena.. Nestes mates madrugueiros Buena vida Desmedida Vida buena Buena vida Desmedida Vida buena Buena vida...

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.