restaurar

Baldrama Macia

Luiz Gonzaga

Comprei um caco chapiado Numa baldrana macia Um conchinilho dos brancos Pra minha besta Rosía Um peitorá de argolinha E uma estrela que brilha Fui dar um passeio em Tupã Só pra ver o que acontecia O que acontecia E quando entrei na cidade Com a besta toda enfeitada O povo todo da rua Parava inté na calçada E as muié que passava Oiavam admirada No meio delas ví uma Que me predeu numa olhada Numa olhada... Que morena tão bonita Nunca vi mulé assim Pra onde eu me virava Via ela olhar pra mim E eu vendo aquela flor Parecia com jasmim Eu pensei comigo mesmo Vou levar pro meu jardim Pro meu jardim Eu andei mais um pouquinho E da besta me apiei E chegando perto dela Lindas coisas eu falei Ela então me arrespondeu Se é por causa que olhei Vancê ta muito enganado Foi da besta que eu gostei Que eu gostei

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.