restaurar

Bicho, Eu Vou Voltar

Luiz Gonzaga

Lá, lá, lá, lá, lá, lá Lá, lá, lá, lá, lá, lá Bicho, com todo respeito Dá licença, eu vou voltar Ô desafio pai d’égua Pra cabra macho enfrentar Falei com Carmélia e Sivuca Pro Zé Dantas O que eu fiz foi rezar Mas o caso é que eu, modestamente Bicho eu vou voltar Bicho, falar não é preciso Rei Luiz vai me ajudar Hervé, Guio, Marino, minha gente Tou aí pra desencabular Caetano, muito obrigado Por me fazer lembrar Não a mim, mas aos versos que eu fiz Quando o verde dos teus olhos... Pro meu Brasil cantar Lá, lá, lá, lá, lá, lá Tá doido, é duro seu mano A gente tem que respeitar Tem Gil, Capinam, tem Chico Tem Tom, pra no tom não errar Mas se pego a viola e ponteio Meu acordes mais ternos É duro, eu me esqueço do inverno Bicho, eu vou voltar

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.