restaurar

Café

Luiz Gonzaga

No meu tempo Ninguém fazia fé Café! Hoje em dia Não chega pra quem qué Café! Antigamente O café num dava preço Isso era no começo No Brasil do Imperador Mas hoje em dia Tá na moeda, é nosso fraco Inté mesmo o puxa-saco Hoje é puxa cuadô Vejam vocês Quase todo mundo diz Que o Brasil só é feliz Se café tive valo No meu tempo etc... Na minha terra Café fraco é chafé Muito fraco é águafé Café ruim Não tem patente Marca três efe Fraco, frio, ferventado Quem toma desse danado Pode inté ficá doente Eu pago caro Me censure quem quisé Mas café como muié Só vai doce, forte e quente

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.