restaurar

Letra - Cajueiro Velho

Luiz Gonzaga

Naquele cajueiro velho Com um canivete Desenhei meu coração Escreví nossas iniciais Isto a gente faz cheio de paixão Com uma flecha atravessada Ficou bem gravata Lá no cajueiro História que a gente conta } bis Quando se dá conta Do amor primeiro Ai, ai, cajueiro Quanto tempo que já faz Ai, ai, cajueiro Meu desenho de amor Não vejo mais A gente quando nasce, nasce Nasce outra que a gente entrega o coração A gente fica tão feliz Todo mundo diz com satisfação A planta que não é regada Fica adoentada, morre no canteiro Assim é minha vida agora Morro toda hora Lá no cajueiro

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.