restaurar

Letra - O Véio Macho

Luiz Gonzaga

Álbum: O Véio Macho

O que eu faço todo dia é bem pensado E calculado bem direito na medida Capricho muito quando puxo esta sanfona Em quarqué zona enquanto tivé vida Cantando côco, baião, xote e toada Essa puxada que eu faço aqui no baixo Quem me escuta se alegra não tem jeito E grita satisfeito ô veio macho! Ô veio macho! ô veio macho! Cabra danado nunca passa embaixo Ô veio macho! ô veio macho! Cabra danado nunca foi capacho Ô véio macho! ô véio macho Com meu gibão e meu cavalo na puxada A rês montada vai ligeiro pro currá Sou sertanejo já gostei de acabá samba Sempre fui bamba no manejo do punhá Não tenho medo de careta nem de nada E a moçada no lugá onde eu me acho Atentamente vai ouvindo e vai vibrando E comigo vai cantando ô veio macho! Ô veio macho! ô veio macho Cabra danado nunca passa embaixo Ô veio macho! ô veio macho Cabra danado nunca foi capacho Ô véio macho! ô véio macho

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.