restaurar

Quase Maluco

Luiz Gonzaga

Tou quase maluco Pra ver meu Pernambuco Também ver os engenhos E as belezas que tem lá Rever o meu mocambo Trepar no pé de jambo Deitar nas folhas secas Do meu velho jatobá Chupar cana caiana Vendo a pernambucana Dançar o lindo frevo Cantar o maracatu Chupar mangaba e manga Comer pinha e pitanga Tomar da chica boa Tira gosto de caju Uma vontade eu tenho De ver naquele engenho A linda moreninha Que um dia eu deixei Ai, ai, que sede louca Tou com água na boca A relembrar o suco Da garapa que tomei Ô que saudade infinita Pra ver Recife linda E aquelas velhas pontes Numa noite de luar Eu tou quase maluco Pra ver meu Pernambuco Ver o Capibaribe E abraçar o verde ma

comentário Deixe seu comentário

Máximo de 140 caracteres

 

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.