restaurar

Letra - Sertanejo do Norte

Luiz Gonzaga

Eu vou falar desse povo Que não faz mal a ninguém O sertanejo do norte Que e pau de arara vem Desprotegido da sorte Sou pau de arara também Ribaçã, se tem fartura Nunca muda de lugar Sertanejo se tem chuva Nunca deixa a terra natá Sertanejo é tão feliz Quando chove no sertão Quando a roça ta cheinha De arroz, mío e feijão Quando ele vem do roçado Seus fiínho tão esperando Quando avistam de longe Todos eles vão gritando Eita! Pai já vem Eita! Pai já vem Viu, mãe! Pai já vem

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.