restaurar

Letra - Uno

Nelson Gonçalves

Sei que na comédia desta vida Muitas almas mal unidas São farrapos do destino Sei que a sua boca perfumada Em delírio desejada Sempre é onde me declino Sei que colorida em nós transita Um somente coração Que nunca desejou ser parasita Aos olhos da febril desilusão Vibra ao compasso da saudade No que está desesperado Porque tem felicidade Pois ele é o poeta apaixonado Desta canção Porém, se os nossos corações Parar de amar um dia Envolto nestas tentações Que chama hipocrisia Preferia qual covarde Que o suícidio da saudade Nos matasse de repente Por que sei que amargurado Nossa sombra do passado Era um sonho indiferente É tão divino o nosso amor Que mal conjuga a dor Pois os nossos corações Mal cabem de contentamento É um relógio de paixões Feliz e sem tormento

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.