restaurar

Donde Estara Mi Vida

Nelson Ned

Una vez un ruiseñor Por las claras de la aurora Quedó presa de una flor Lejos de su ruiseñora. Esperando su vuelta en el nío Ella vió que la tarde moría, Y en la noche cantandole al río Medio loca de amor le decía: ¿donde estará mi vía, Porque no viene? Que rosita encendera Me lo entretiene. Agua clara de caminos Entre juncos y mimbrales, Dile que tienen espinos Las rosas de los rosales. Dile que no hay colores Que yo no tenga. Que me muera de amores. Dile que venga.

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.