×

Curiosidades sobre Raul Seixas

Enviar curiosidade >
  • Seu apelido de infância era Raulzito. Certa vez, a mãe dele, Maria Eugênia Santos Seixas, chegou em casa e o encontrou dentro da geladeira com o nariz sangrando. Era uma aposta entre ele e seu irmão Plínio para ver quem conseguia ficar mais tempo dentro do refrigerador.
  • Raul Seixas com apenas 11 anos (1956) fundou o Club dos cigarros, em 1957 junto com Waldir Serrão ( compositor) fundam o Elvis Rock Club, que era como uma gangue, brigavam na rua , faziam aruaças, roubavam bugigangas, quebravam vidraças,embora não gostasemm disso, faziam para chamar atenção e contestar. Raul não era só contestador e místico,compunha músicas românticas para outros cantores com o nome de Raulzito, são exemplos Tudo que é bom dura pouco, doce doce amor (Jerry Adriani)e ainda queima a esperança (Diana)
  • Gita, de Raul Seixas, é baseada no Bhagavad-Gitã, parte do Mahabarata, que seria a "bíblia" da religião hindu de Krishna. No texto um guerreiro, Arjuna, interroga Krishna sobre o seu significado (de Krishna). Krishna responde com frases como: "Entre as estrelas sou a lua... entre os animais selvagens sou o leão... dos peixes eu sou o tubarão.... de todas as criações eu sou o início e também o fim e também o meio... das letras eu sou a letra A... eu sou a morte que tudo devora e o gerador de todas as coisas ainda por existir... sou o jogo de azar dos enganadores..." em que obviamente se basearam os versos de Gita.
  • "Krig-Ha Bandolo" (nome de um disco de Raul Seixas) trata-se do grito de Tarzan indicando que os inimigos estão chegando.
  • Raul protagonizou histórias antológicas durante toda sua carreira. Uma delas chega a ser inacreditável: em maio de 1982, em um show em Caieiras, São Paulo, o público achou que Raul era um impostor dele mesmo. Para piorar a situação, não tinha nenhum documento e quase foi linchado. Acabou preso, foi espancado pelo delegado e pelos policiais.
  • A canção "Um Messias Indeciso", foi inspirada num livro chamado: "As Ilusões - As aventuras de um Messias Indeciso".
  • Raul certa vez se apresentou em um show de maneira tão desastrosa que foi tomado por um impostor dele mesmo. Como não portava documentos que provasse sua identidade, chegou a ser preso.
  • Antes de ser cantor, Raul Seixas atuou como Produtor da CBS, produzia diversos artistas da Jovem Guarda, e compunha para eles também, entre artistas que gravaram suas canções destacam-se: Jerry Adriani, Diana, Leno e Lilian, entre outros.
  • Gita, de Raul Seixas, é baseada no Bhagavad-Gitã, parte do Mahabarata, que seria a "bíblia" da religião hindu de Krishna. No texto um guerreiro, Arjuna, interroga Krishna sobre o seu significado (de Krishna). Krishna responde com frases como: "Entre as estrelas sou a lua... entre os animais selvagens sou o leão... dos peixes eu sou o tubarão.... de todas as criações eu sou o início e também o fim e também o meio... das letras eu sou a letra A... eu sou a morte que tudo devora e o gerador de todas as coisas ainda por existir... sou o jogo de azar dos enganadores..." em que obviamente se basearam os versos de Gita.
  • Durante o regime militar, Raul foi preso e torturado no DOPS, sendo então convidado a se retirar do país.
  • Raul e o escritor Paulo Coelho se conheceram em 1972, quando o músico era produtor da gravadora CBS. Paulo havia fundado no Rio de Janeiro a revista "2001", sobre alimentação, discos voadores etc. Raul se interessou e procurou o editor. Eles criaram a Sociedade Alternativa, que estudava assuntos esotéricos. Chegaram a anunciar a criação da Cidade das Estrelas, em Minas Gerais, comunidade onde a lei seria "cada um faz o que quer".
  • No final dos anos 60, Raul Seixas teve um encontro com Mick Jagger. Que o incentivou a tocar música africana, pois vendo a música brasileira na raíz, havia percebido que a bossa nova era uma farsa.
  • O último show de Raul Seixas foi em Brasília.
  • Na adolescência, despertou o interesse pela música de Luiz Gonzaga, Elvis Presley e Jerry Lee Lewis. Levado por uma necessidade de "dizer as coisas" fundou em 1960 o grupo Os Panteras.
  • Raul Seixas compôs Metamorfose Ambulante aos 12 anos.
  • O Carimbador Maluco de Raul Seixas - parte do musical infantil Pluct Plact Zumm da Rede Globo - é motivo de muitas críticas a Raul que teria se vendido ao sistema com uma música imbecil. Os mais inteligentes percebem a pesada crítica à burocracia do governo que teima em selar, registrar, carimbar, avaliar, rotular, adiando e atrapalhando todo tipo de atividade. É também uma referência ao texto do anarquista Proudon que diz "Ser governado é ser a cada operação... notado, registrado, recenseado, tarifado, selado, medido, cotado, avaliado, patenteado, autorizado, rotulado".
  • Frases de Raul Seixas"Minha infância foi formada por, vamos dizer, um pessimismo incrível, de Augusto dos Anjos, de Kafka, Schopenhauer. Eu conheci o Paulo na Barra da Tijuca, num dia que tava lá. Às cinco horas da tarde eu tava lá meditando. Paulo também tava meditando, mas eu não o conhecia. Foi o dia que nós vimos disco voador. Ninguém aqui quer chegar a uma verdade absoluta e impô-la. Apenas se quer abrir as portas. Para as verdades individuais. Tá todo mundo estereotipado. Por isso é que eu faço questão de dizer que eu não sou da turma pop, que eu não tô comendo alpiste pop. Eu sei lá, eu acho que tá todo mundo de cabeça baixa, tá todo mundo schopenhauer, todo mundo num pessimismo incrível. Essa geração audiovisual, e digo isso muito maldosamente, eu chamo eles de audiovisuaizinhos". Eu sou Egoísta. Eu acho que o individualismo é muito mais sincero do que as preocupações com a coletividade. Não existe outro Deus senão o próprio homem. Se eu descobrisse que era bicha, ia sair por aí transando com todo mundo na maior e ia ser o maior barato. A verdadeira resposta que eu tenho do público é uma só: o medo. Todos estão com medo de tudo e até de mim. Quando eu chego perto das pessoas, elas se calam. Quando eu encaro alguém na platéia, eles viram a cara. Depois da Tropicália é possível alguém chegar pra você e dizer que música é uma coisa muito séria? Essa história de procurar raízes é uma bobagem. As únicas raízes que eu conheço são de amendoim e mandioca. Já me borrei de tanto rir ouvindo o infinito sendo explicado. Se sendo é um verbo prefiro ficar sendo calado.
  • Raul Seixas desde criança escrevia textos e poesias. Fazia também revistas em quadrinhos para seu irmão (Plinio) a quem vendia. Seu sonho também era ser um escritor.
  • Quando criança, Raul passou todo seu tempo preso no quarto lendo livros de ficção e filosofia: Dom Quixote, Ensaios sobre Astronomia, O Tesouro da Juventude e as histórias de Júlio Verne não saíam de sua cabeça.
  • Raul Seixas passou nos primeiros lugares no vestibular de Direito, para impressionar a familia de Edith, que seria desde então a sua primeira esposa.
  • Raul Seixas queria ser um ator, chegou a fazer um projeto de um filme que foi mal-sucedido, ele seria o personagem principal e também havia escrito o enredo. Ele dizia: " Sou tão bom ator, que finjo ser compositor e cantor, e todo mundo acredita. "
  • aul adorava ler e abusava da vasta biblioteca de seu pai. Sua obra favorita era "O livro dos porquês". Também escrevia histórias e todas tinham o mesmo personagem: um cientista maluco chamado Melô.
  • É filho do casal Raul Varella Seixas e Maria Eugênia Seixas,
  • Raulzito não gostava de estudar. Repetiu cinco vezes a 2ª série do ginásio.
  • O filme " Raul, O Início, O Fim e O Meio " Documentário sobre vida e obra do maior ícone do rock brasileiro, desvendando suas diversas facetas, suas parcerias com Paulo Coelho, seus casamentos e seus fãs, que ele continua a mobilizar 20 anos depois de sua morte
  • Um sonho de Raul era publicar em inglês sua obra máxima, a que ele chamou de Opus 666 (a capa ele ja havia escolhido e teria sido a mesma que saiu no LP A Pedra do Gênesis.Neste mesmo LP, ele musicou o Liber Oz de Alestey Croeley, e deu o nome à musica de A Lei).
  • Raul Seixas e Waldir Serrão foram um dos primeiros garotos a terem contato com discos de Rock n Roll no Brasil, na Bahia, por que estava infestada de americanos nos anos 50/60, que se mudavam por questões de trabalho, assim toda a cultura do Rock foi trazida através deles.
  • Entre 30 de julho e 13 de setembro de 1987, Raul esteve em tratamento de desintoxicação em Vila Serena, São Paulo.
  • O cantor Raul Seixas era crooner do conjunto Os Panteras, de Salvador, na época da Jovem Guarda. O grupo chegou a acompanhar Jerry Adriane em alguns shows. Raul depois se tornou compositor e produtor da CBS. Até que resolveu gravar e fez sucesso com Ouro de Tolo.
  • O primeiro registro fonográfico de Raul Seixas trata-se de um 78RPM gravado em 1964 com as faixas "Nanny" e "Coração Partido", esta última uma versão de “Musiden”, interpretada por Elvis Presley no filme “Saudades de um Pracinha”. Embora este compacto nunca tenha sido lançado, há uma gravação em poder do Raul Rock Club/Raul Seixas Oficial Fã-Clube.
  • O descontrole emocional da multidão, que Raul tanto temia em vida, viu-se multiplicado em muito no dia de sua morte. Como forma de homenagear o cantor, a gravadora WEA reservou o salão nobre do Palácio das Convenções do Anhembi para a despedida do público. Às dez horas daquele 21 de agosro, milhares de fãs tomaram os espaços do local gritando em uníssono: "Raul não morreu!" enquanto outros, de violão em punho, lembravam sucessos do cantor. Um fã mais ousado tentou beijar o rosto do músico, perdeu o equilíbrio e acabou quebrando o vidro do caixão.
  • Raul Seixas já brincou de lutinha de dedo com Roberto Carlos. E venceu!

Mais tocadas

Ouvir Raul Seixas Ouvir

Biografia

Ver completa >
Raul Santos Seixas (Salvador, 28 de junho de 1945 — São Paulo, 21 de agosto de 1989), conhecido por "Maluco Beleza", foi um cantor e compositor brasileiro, pioneiro do Rock no país. Biografia Filho do casal Raul Varella Seixas e...

Discografia

Ver mais >

Artistas relacionados

Ver mais >

Últimas notícias

Ver mais >