×

Corrigir

Pra Saber Tudo O Que Há

Renato Godá

O sol brilhava e ardia em meus olhos que quase não viam mais a estrada.
Por mais que o tempo corresse, eu caminharia em passos lentos, sem destino, sem pressa, sem fome e sem sede.
Entre as poucas lembranças que restavam à torneira pingando, o papel de parede descascado, o espelho manchado de tempo e o painel luminoso que piscava verde e vermelho pelo lado de fora da janela.


Casas ruas becos e lugares onde andei
Olhos faces armadilhas que não reparei
Farsas blefes labirintos onde eu me enfiei
Risos festas as mulheres com quem me deitei

Uma vida é mesmo pouco tempo pra saber tudo o que há

Tratos juras os acordos que não respeitei
Frases vozes as muitas promessas que escutei
Planos sonhos pratos de ilusões que desejei
Gana pressa às muitas etapas que queimei

Uma vida é mesmo pouco tempo pra saber tudo o que há

Morte vida nos caminhos que deixei pra traz
Vícios fraudes artimanhas que já conheci
Ônus perdas gostos e desgostos que engoli
Crenças laços relações que eu nunca desisti

Uma vida é mesmo pouco tempo pra saber tudo o que há

Viveria tudo novamente mas do jeito que eu não quis
Não que eu me arrependa por ter feito cada coisa que eu já fiz
Só queria ter mais uma chance para ver o que eu não vi
Pra viver de um jeito diferente tudo aquilo que eu vivi


Veja também



Mais tocadas

Ouvir Renato Godá Ouvir