restaurar

Letra - Força Estranha

Roberto Carlos

Álbum: Força Estranha

Compositor:Caetano Veloso

Eu vi um menino correndo Eu vi o tempo Brincando ao redor do caminho daquele menino Eu pus os meus pés no riacho E acho que nunca os tirei O sol ainda brilha na estrada E eu nunca passei Eu vi a mulher preparando Outra pessoa O tempo parou pra eu olhar para aquela barriga A vida é amiga da arte É a parte que o sol me ensinou O sol que atravessa essa estrada Que nunca passou Por isso uma força me leva a cantar Por isso essa força estranha no ar Por isso é que eu canto, não posso parar Por isso essa voz tamanha Eu vi muitos cabelos brancos Na fronte do artista O tempo não pára, e no entanto ele nunca envelhece Aquele que conhece o jogo Do fogo das coisas que são É o sol, é o tempo, é a estrada É o pé e é o chão Eu vi muitos homens brigando Ouvi seus gritos Estive no fundo de cada vontade encoberta E a coisa mais certa de todas as coisas Não vale um caminho sob o sol É o sol sobre a estrada É o sol sobre a estrada, é o sol Por isso a força me leva a cantar Por isso essa força estranha no ar Por isso é que eu canto, não posso parar Por isso essa voz, essa voz tamanha Por isso uma força me leva a cantar Por isso essa força estranha no ar Por isso é que eu canto, não posso parar Por isso essa voz tamanha

Todas as informações deste site são postadas inteiramente por seus usuários e seus dados podem conter erros. O Letras exime-se de qualquer responsabilidade sobre as informações publicadas. Entre em contato conosco caso haja interesse em editar ou excluir alguma informação.

É proibida a reprodução das músicas encontradas em nosso site em quaisquer outros meios, sendo permitida somente a visualização das mesmas (Lei 9610/98). Todas as letras de músicas em nosso site são divulgadas apenas para fins educacionais e são propriedade de seus autores. All lyrics in our website are provided for educational purposes only and they are property and copyright of their owners.